quinta-feira, 24 de junho de 2010 | By: S.MairoN

Despedida de um Poeta



Hoje o poeta despede de sua alma...muito tempo se passou desde que tudo
começou !!A Eternidade já não possuo...O mundo se corrompeu e junto
a ele a alma de um poeta ela ah levou...O obstáculo levou o som da
sinfonia. Junto a Todas as almas na Eternidade a um.. Espírito que......
De sua face Derrama uma gota de uma lágrima De Sangue ( ! ) Um poeta já
não possuem a Eternidade ( ! )Hoje, hoje a noite...Tudo acaba, o vento
sopra e os obstáculos faz a música !!O poeta não possuem a eternidade.
Um Adeus ele deu; era fraco...A alma já não possuem a luz " para que se
faça em nosso espírito..."
Será Como Eu Nunca Estiver-se Existido ( ! ) e
O Poeta já não possuem a Eternidade ( ! )
S.M
O Recomeço
Capitulo - I
Das chamas negras da escuridão o poeta renasce das cinzes de uma alma !
O Poeta não aguentou o desprezo da alma onde junto a ela as águas da face
de seu rosto caem gotas de sangue ( ! )Em cada face o poeta pode observar
o olhar mais profundo de cada alma...A Solidão mais profunda de um Homem
ficou no coração de um Poeta !!No entardecer da noite a lua chega a
iluminar o espírito de uma alma..Os pedaços se juntam.. Do coração ao Espírito...
Um poeta simplesmente poderia Sonhar, mas isso nunca terminaria..Serei Eterno...
Ah verdade sobre elementos nunca revelados...Desistiria da Eternidade para..
No Fim a Primeira Lágrima de Sangue cai.. Até que Todas Tenha
derramado a ultima lágrima de cristal ao tardecer do luar ( ! )
O Poeta está de Volta HAHAH
S.M
A primeira Trombeta toca.
Capitulo - II
Na profundidade de um ser me pego em desprezo com a alma...
onde esta você agora ?hoje a noite não posso mais dizer ADEUS ( ! )
Darei apenas Um tchau para que você tenha esperanças em me reencontrar.
Mas não será assim..Hoje a noite me perco no escuro da noite..
A eternidade me chama e junto a ela minha alma se corrompe ( ! )
onde está você agora ? ficarei na saudade de um ser...
Será como Eu Nunca Estiver-se Existido ( ! )
A Segunda Trombeta Toca e a segunda lágrima cai..
Junto a ela leva um pedaço de um ser !!
S.M

Capitulo - III
A morte... O Elemento mais puro da alma ( ! )
Uma estrela la no céu..La no peito bate... arranha a alma.
"Esperanças boas e também contentes, que acariciam o nosso coração"
Mas uma vez caem as lágrimas de Tua Face.O Som do Coração...
você tem que apenas ouvi-lo...Passara o Tempo que for...
Sentirei essa dor ( ! )
A Terceira trombeta toca... E Da Face do poeta a gota
de sangue já não cairá novamente
S.M

Capitulo - IV
A morte nus leva a Eternidade ( ! )Um poeta será eterno...
Bem Longe dali... um poeta na eternidade deixara cair o......
Elemento ao fogo. Arde no peito da alma !!Sonhos não são Reais ( ! )
A quarta Trombeta toca... E junto a ela...As Palavras silenciam... !
S.M
Capitulo – V
A lágrima não é simplesmente uma gota que dos olhos cai e rola sobre a
face, são sim, a expressão dos mais profundos sentimentos ( ! )A cada
hora o frio que o sangue leva ao coração nos gela como o rio...pudesses
tu suster ao menos na descida uma estrela qualquer ?")Exaltemos as lágrimas.
Na pele das veias, bom dia, águas. meigas fábricas de quietude e solidão
no calmo azul branco da sua breve cor.Sem alento, ele se entrega a esta
sua prisão Sem esperança, sem sonhos sem seu amor Não sabe mais como
viver esta triste solidão Trazendo consigo, só saudade, tristeza e dor!!
Posuirar uma alma o poeta?
A Quinta Trombeta toca... e Junto a ela leva De Volta a Alma de um Poeta
S.M
Capitulo – VI
Com o passar do tempo... !!
Um poeta pode prever o futuro ?
“ Não deixe para fazer amanhã o que se pode fazer hoje”
O poeta errou ( ! ) Hoje é tarde? Ele pode prever o Futuro? As folhas
caíram depois da ventania,Vento que foi cantando, distante,Levantando a
areia da praia De águas frias, cantantes, coloridas...Vento agreste levou
as folhas para o mar.Sem mais o ramo para ficar,vaguearam, rolaram,
Perderam toda a seiva que as adoçava...O vento sempre as levar,sem rumo,
sem magia Levou também a brisa doce dos meus versos,Fez-se outono em mim,
tamanho o abandono De uma alma desfolhada que após o vento
Também caiu...
As palavras estão silenciando... As estrelas já não brilhão mais.
Ele pode prever o Futuro?A Sexta Trombeta toca...O coração Ta parando... ( ! )
S.M
Capitulo - VII
O outono vai passar e junto a ele levara as folhas que caem ao norte.
A eternidade já te espera.. O inverno logo vai chegar. Aqui no lado
esquerdo do peito o sol nunca mais ira brilhar ( ! )
O levantar do sol mostra-me o revoar dos pássaros. Com um olhar perdido
ao horizonte dos ventos,sem vida, graça, sonhar, asas ou esperança.
Restaram do outono as folhas secas e os tormentos, o poeta terá um
caminho solitário pelo qual devera seguir... e eterno ele tornara ( ! )
A sétima e última trombeta toca... E Junto a ela, o poeta deixa a ti as
linhas sobre a cama abandonada, para que tu chores á noite, ao saber que partir !!
ADEUS
E o Poeta já possuem a Eternidade ( ! )
S.M


Autor: Stheverson MairoN



1 comentários:

leozin disse...

Nuhh Esse é perfeito..

Postar um comentário